29/11/2023 às 13h33min - Atualizada em 30/11/2023 às 00h00min

Professora inova e implementa Educação Financeira em escolas de Belford Roxo

Segundo dados SPC, 58% dos brasileiros não se dedicam às próprias finanças e 24% dos jovens precisam usar empréstimos para conseguir pagar as contas do mês

Beatriz Oliveira
https://www.spcbrasil.org.br/wpimprensa/wp-content/uploads/2018/03/release_educacao_financeira_habitos_comportamento_marco_2018_v5.pdf
Divulgação

Na busca por preparar os alunos para um futuro financeiramente sólido, a professora Rosana Aiello de Oliveira criou um projeto inovador de aulas de finanças destinado aos estudantes de escolas de Belford Roxo. A iniciativa vem ganhando destaque, não apenas pelos conteúdos abordados, mas também pela realização de eventos inspiradores, como o recente seminário promovido pela Instituição. 

Desde o início do projeto de finanças, mais de 150 crianças entre as duas escolas em que Rosana Aiello de Oliveira atua foram impactadas de maneira positiva. 

A Professora destaca a importância do projeto. "Vivemos em um mundo onde as decisões financeiras têm um papel crucial em nossas vidas. Ensinar aos alunos conceitos sólidos de finanças desde jovens é proporcionar-lhes ferramentas essenciais para enfrentar desafios econômicos no futuro", declarou a professora. 

A diretora do Centro Educacional Durval Borges, Valéria Borges, e a coordenadora, Flávia Mendes, elogiam a iniciativa e ressaltam como a educação financeira é fundamental na formação integral dos estudantes: "Estamos empolgados com os resultados positivos que estamos vendo. Os alunos estão se tornando mais conscientes de suas escolhas financeiras e desenvolvendo habilidades valiosas para a vida." 

Em um contexto nacional, onde a educação financeira ainda é uma lacuna a ser preenchida, iniciativas como a da Professora Rosana Aiello ganham destaque. Segundo pesquisa realizada em 2018 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), seis em cada 10 brasileiros (58%) admitem que nunca, ou somente às vezes, dedicam tempo a atividades de controle da vida financeira, e 17% dos consumidores, sempre ou frequentemente, precisam usar cartão de crédito, cheque especial ou até mesmo pedir dinheiro emprestado para conseguir pagar as contas do mês. O percentual aumenta para 24% entre os mais jovens. Há, também, aqueles que precisam recorrer ao crédito para complementar a renda. 

‘’É urgente que a educação financeira seja uma pauta prioritária nas escolas de todo o país. A formação de cidadãos financeiramente conscientes não só impactará positivamente as vidas individuais, mas também contribuirá para uma sociedade mais estável economicamente. O poder público deveria lançar luz sobre esse tema. A matéria deveria estar presente em mais escolas, inclusive, nas públicas’’, evidencia a professora. 

No dia 10 de novembro deste ano, o Centro Educacional Durval Borges realizou um seminário com cerca de 26 alunos do quinto ano. O evento proporcionou a eles uma oportunidade única de compartilhar seus conhecimentos. Lusier Tederixe Medeiros Moura, mãe da aluna Sophia Tederixe, compartilha sua experiência com a disciplina de Educação Financeira: "A disciplina tem sido uma grande aliada nas finanças das famílias. Na minha casa, por exemplo, trouxe muitos benefícios. Minha filha tem aprendido a economizar e administrar o dinheiro, revendo o que realmente importa, evitando desperdícios e contribuindo na nossa economia familiar." 

Sophia Tederixe, aluna do 5° ano, compartilha seu aprendizado com a matéria: "Eu aprendi a economizar e fazer planos para conquistar sonhos. Também aprendi a importância de fazer investimentos e ganhar lucros. Eu acho muito legal guardar dinheiro para usar em momentos felizes com a minha família e para ajudar com emergências no futuro." 

 


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canaldautopia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp