14/02/2024 às 17h18min - Atualizada em 14/02/2024 às 20h00min

Efeito Olímpico: Aumento do interesse pela prática do skate tem um motivo, Rayssa Leal.

Praticantes de skate se inspiram na campeã mundial e medalhista olímpica para buscar a prática do esporte.

Assessoria de Imprensa
CUFA
Divulgação
A "Fadinha", como é conhecida Rayssa Leal, vem transformando o skate em uma ferramenta de transformação para muitos jovens que viam o esporte apenas como uma brincadeira. Rayssa começou a andar de skate aos seis anos, tornando sua história de vida e no esporte um exemplo para várias gerações. "Quero continuar andando de skate para sempre", disse Rayssa.

O skate teve sua estreia nas últimas Olimpíadas e foi dividido em duas categorias: "Park" e "Street", com um total de 80 atletas, entre masculino e feminino, e o Brasil já conquistando medalhas na primeira edição. O skate surgiu nos Estados Unidos, ao longo da primeira metade do século 20, acredita-se que a modalidade possa ter derivado dos rollers scooters, uma espécie de patinete fabricado a partir de 1900.
 
No Rio de Janeiro, podem-se encontrar vários espaços públicos para a prática do esporte. Para aqueles que desejam aprender skate com acompanhamento de um professor, a CUFA disponibiliza oficinas gratuitas para crianças e jovens interessados em iniciar no skate. Basta comparecer à sede da instituição, localizada no viaduto de Madureira, a Rua Francisco Batista, 01 e realizar sua matrícula.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canaldautopia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp