06/03/2024 às 11h15min - Atualizada em 09/03/2024 às 00h00min

Clubinho do Samba abre inscrições para as turmas de 2024 e oferece pela primeira vez aulas de canto e capoeira, além de outras atividades musicais

Projeto social criado pelo Clube do Samba há 10 anos promove cultura e educação para crianças e jovens em bairro da zona norte do Rio

Ricardo Ferro Macedo Júnior
Divulgação
O Clubinho do Samba, projeto emblemático dedicado à formação e capacitação de crianças e jovens, abre inscrições para as turmas de 2024, com 150 vagas para as turmas de teatro, violão, cavaquinho e percussão, e pela primeira vez, aulas de canto e capoeira. Os cursos são destinados a estudantes de 5 a 19 anos matriculados na rede pública e moradores do entorno do Méier, onde está localizado o Imperator - Centro Cultural João Nogueira, parceiro do projeto e onde as aulas são realizadas. Os interessados podem se inscrever no balcão do Imperator, entre os dias 4 a 8 de março. Mais informações ou dúvidas podem ser enviadas para o e-mail clubinhodosamba@clubedosambaoficial.com.br.
Sob a direção de Ângela Nogueira, viúva do saudoso João Nogueira e criadora do projeto social que é um dos braços do Clube do Samba, o Clubinho do Samba busca não apenas transmitir os fundamentos do teatro e da música brasileira, mas também oferecer novas perspectivas de vida por meio de atividades educativas e culturais. “Em uma década de projeto, o Clubinho do Samba já beneficiou mais de mil crianças e jovens. É gratificante podermos dar oportunidade e conhecimento. E este ano será ainda mais especial, pois estamos comemorando os 45 anos do Clube do Samba”, conta Ângela.

Pela primeira vez o Clubinho oferecerá aulas de canto, que serão ministradas pela professora Juliana Molin, e de capoeira, com o Mestre Ninho. Com uma abordagem versátil, as aulas de teatro serão coordenadas por Tatiana Nogueira, enquanto as aulas de percussão e cordas serão ministradas pelos professores Cacau de Castro e Henrique Garcia. No fim do ano, acontecerá uma apresentação para amigos e familiares. Durante o ano todos os alunos do Clubinho participam de atividades externas, como assistir a espetáculos em teatros e shows, que permitem uma experiência única e contribuem no desenvolvimento das tarefas.

O Clubinho do Samba é 100% gratuito e somente é possível pelo patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, capital do G20, Secretaria Municipal de Cultura, Instituto Yduqs I Estácio de Sá, Unisys e Windsor Hoteis, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura - Lei do ISS.
Cláudia Romano, presidente do Instituto Yduqs e vice-presidente do grupo educacional Yduqs, organização da qual a Estácio faz parte, destaca a contribuição significativa da cultura para a formação de cidadãos mais conscientes e preparados para enfrentar os desafios do mundo contemporâneo com criatividade e sensibilidade. “O Instituto Yduqs, em conjunto com a Estácio, tem a missão de apoiar projetos culturais como o Clubinho do Samba, e demonstrar seu compromisso em gerar um impacto positivo para o desenvolvimento da cultura no Brasil”, ressalta a presidente.

"Estamos muito felizes em ter a oportunidade de apoiar o projeto que cumpre uma missão tão importante: a promoção da cultura brasileira. Como uma empresa carioca, reconhecemos a relevância do samba para a história do Rio de Janeiro, já que o estilo musical surgiu na cidade e possui grandes representantes, como é o caso do nosso saudoso João Nogueira", destaca Vitor Almeida, gerente de Marketing da Rede Windsor Hoteis.
O projeto sociocultural tem a coordenação geral de Clarisse Nogueira, o apoio do Imperator
- Centro Cultural João Nogueira e a parceria institucional do Grupo Prismah. Clubinho do Samba preserva e perpetua as raízes do samba, seguindo o legado deixado por João Nogueira.

Sobre o Clube do Samba: Enquanto as estações de rádio e televisão privilegiavam apenas as músicas de discoteca americana, João Nogueira no dia 5 de maio de 1979 criou o Clube do Samba para fortalecer as raízes brasileiras. O movimento sociocultural nasce como um espaço de resistência à “invasão” da música americana no país, de forma humilde, dentro da casa de João Nogueira, no Méier, zona norte do Rio de Janeiro. A atividade principal do Clube do Samba? Rodas de samba no quintal da residência, onde se reuniram os maiores compositores e cantores da história do samba. Ao longo da trajetória do clube, artistas como Beth Carvalho, Martinho da Vila, Alcione, Cartola, Elizeth Cardoso, Ivone Lara, Clara Nunes, entre tantos outros que fortaleceram a iniciativa. João Nogueira presidiu o Clube por 21 anos, até seu falecimento em 2000, quando Ângela Nogueira assumiu a presidência e continua até hoje, com o objetivo de perpetuar o samba e formar culturalmente crianças e adolescentes carentes.

Informações para imprensa: Clube do Samba 45 anos Andrea Pessôa (21) 99155-1222
Ana Fernandes (21) 99979-6846

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canaldautopia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp