22/03/2024 às 15h26min - Atualizada em 23/03/2024 às 00h00min

Vai fazer a prova da OAB neste domingo, dia 24? Confira dicas para se sair bem na prova

Exame acontece neste domingo e especialista dá últimas orientações para os candidatos terem um bom desempenho

Trevo Soluções em Comunicação
FreePik

A primeira fase da prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de 2024 acontece neste domingo, dia 24. A aprovação no exame é crucial para que as pessoas com formação em direito possam exercer a profissão na área da advocacia.

 

De acordo com dados divulgados pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e pela Fundação Getúlio Vargas, parceira na organização do Exame, entre as edições II e XXIX do Exame Unificado, realizadas de 2010 até 2019, foram contabilizados 3.555.972 inscritos, uma média de 126.999 inscritos por edição e 380.997 inscritos por ano. Nas 28 edições, 1.077.837 examinandos fizeram a prova OAB e 660.298 em números absolutos (61,26%) foram aprovados.

 

Segundo a advogada, psicóloga e professora das Faculdades Integradas Hélio Alonso (FACHA), Kícia Carvalho, a preparação para um bom desempenho começa tendo uma boa base teórica. "O conteúdo da prova é bastante abrangente, mas a preparação física e psicológica é essencial também. Mesmo um candidato que tenha muito conhecimento, pode ser derrubado pela instabilidade emocional e por uma má organização do tempo de prova", afirma.
 
Esta primeira fase consiste em uma prova de múltipla escolha com 80 questões, que abrangem diversas áreas do Direito, como: Constitucional, Civil, Penal, entre outras. O objetivo desta etapa é avaliar os conhecimentos básicos e a linha de raciocínio do(a) candidato (a).

 

De acordo com Kícia, é importante que o candidato olhe toda a prova antes de realmente a começar a resolvê-la. Para ela, uma análise positiva da prova pode trazer mais tranquilidade para que o estudante comece a trabalhar com mais confiança. Uma outra dica importante que a especialista dá em relação a técnica de eliminação das alternativas.

 

"Na primeira fase, que é objetiva e de conhecimento mais geral, aplique a técnica de eliminação de alternativas. Assim que forem identificadas as respostas que estão totalmente erradas, já as elimine e risque da questão para ficar com menos alternativas para analisar. Mas é preciso tomar muito cuidado com essa exclusão. Suspeite das respostas que venham com palavras absolutas tais como: nunca, sempre, todas, nenhuma, correta ou incorreta", alerta.

 

A advogada e professora da Facha também aconselha que as pessoas que farão o exame treinem em provas anteriores para que conheçam bem a banca. De acordo com ela, é importante conhecer o estilo da prova, como são as perguntas e o nível de critério usado nas respostas desejadas.

 

Kícia orienta, ainda, que os candidatos realizem uma pequena revisão quando terminar a prova. E, por mais que o lado emocional esteja presente na realidade de qualquer candidato, não se pode deixar que o nervosismo e a ansiedade atrapalhem o desempenho na hora da prova.

 

Para os candidatos aprovados na primeira fase da prova, a segunda fase acontecerá em maio. Segundo a advogada, mesmo estudando e se empenhando, o candidato pode não alcançar a tão sonhada aprovação. "O importante é não desistir e focar na próxima oportunidade. Os candidatos devem rever toda sua trajetória de estudo, verificar as questões que mais errou e que teve mais dúvida, além da área que teve mais dificuldade para acertar na próxima e alcançar a tão sonhada aprovação", conclui.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canaldautopia.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp